Turistando em Maresias, Juquehy e Boiçucanga

A costa sul de São Sebastião é uma das regiões mais badaladas do litoral norte de São Paulo, procurada em grande parte por jovens que querem além de praticar surf e stand up peddle, conhecer gente bonita e fazer novas amizades. O Guia Roteiro de Turismo fala um pouco sobre espaços para lazer em Maresias, Juquehy e Boiçucanga.

Durante o dia as praias ficam cheias de gente e a noite bares e baladas são as melhores opções, mas não somente praias e baladas fazem parte da lista de coisas para se fazer na região, alguns shoppings center dão ao lugar um charme especial. Na avenida que beira a orla é possível encontrar diversas lojas que vendem roupas esportivas, principalmente para a pratica de surfe e acessórios.

O Shopping Boulevard Maresias é o mais conhecido de todos os que frequentam Maresias, possui várias opções de lojas, não somente de roupas para surfistas e para jovens, o lugar é ponto de encontro dos adolescentes e famílias que buscam o lugar para passear e almoçar. O espaço é aberto com lojas situadas nos dois lados e um calçadão central com coqueiros plantados  e alguns bancos de madeira para os visitantes descansarem. O  shopping fica situado bem próximo a praia, na Rua Dos Navegantes 754. 

Já o Shopping Monjolo, situado próximo ao portal de entrada da praia de Juquehy possui dois pavimentos construídos em madeira proporcionando características rústicas ao ambiente, o paisagismo com plantas tropicais reforça o apelo praiano do local.

Em Boiçucanga, o visitante encontra o Shopping Beira Praia, construído em alvenaria, acomoda lojas de moda, restaurantes, mercado e até banco. A praça de alimentação é utilizada como espaço para shows musicais.

 

Quem vem de São Paulo as melhores alternativas para se chegar em Maresias começam pela rodovia Ayrton Senna, depois existem 2 outras opções pela Imigrantes ou Tamoios, depois é só seguir em direção a São Sebastião até chegar em Maresias. Para maiores informações sobre restaurantes e pousadas em Maresias acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/sao-paulo/maresias/ e para obter mais informações sobre restaurantes e pousadas em Juquehy acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/sao-paulo/juquehy/.

 

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

A mobília que você pode viver, dormir, cozinhar, relaxar, brincar ou …

 

Sabe aquele momento que você quer um pouco de paz, se isolar do mundo??? O Cocoon 1 traduz isso em uma mobília que você pode viver, um abrigo que você pode conviver com a natureza ou pode assumir diferentes funções em nossas vidas.

Cocoon é uma peça de mobiliário que defini um novo espaço. A Micasa Lab tem o orgulho de apresentar o Cocoon 1. É um novo tipo de mobiliário que transcende a fronteira entre o objeto e o espaço e os desafios de como percebemos mobiliário. É um projeto em andamento de pesquisa que têm o objetivo de criar novos espaços.

 

 

Pela adição de diferentes módulos, as funções do casulo 1 pode ser alterada, por exemplo, a adição de módulos de dormir ou de módulos de armazenamento.

A variedade de módulos e, portanto, as funções é muito grande, existem ainda módulos projetados para permitir culinária básica dentro do Cocoon 1. Baterias não só permitem que o fogão a funcionar, mas também o Wi-Fi eo módulo de mídia. Ele é espaçoso o suficiente para criar uma sala, mas não tão grande que não vai caber em um só.

O Cocoon 1 vem com um conjunto de acessórios que oferecem uma variedade uso – seja no chão, elevado ou preso ao teto.
O Casulo 1 é completamente transparente e mede 180 centímetros de diâmetro.
Uma adição é a net. Ao usar o casulo um ao ar livre, a rede permite que o Cocoon 1 para ser pendurado em árvores, em edifícios ou até mesmo como um conjunto de outros Casulos.
A rede de nylon resistente permite que o usuário relaxar na total solidão, balançando suavemente em um local de sua escolha.

 

 

O Cocoon 1 também pode funcionar em água, adicionando uma Pb Foundation (um peso de chumbo embutido na base standard), que mantém em linha reta sobre a água.
Especificações
Diâmetro: 1.800 milímetros
Peso (vazio): 97 kg
Peso (incluindo os módulos padrão): 135 kg
Carga máxima (no chão): 250 kg
Carga máxima (na Net): 200 kg

 

 

Fonte: http://cocoonlife.ch/#home

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Lareira, uma boa pedida para o inverno!

O inverno chegou e nada mais aconchegante e gostoso que poder aquecer-se em frente a lareira. Se você tem duvida da melhor opção para o seu ambiente iremos demonstrar algumas soluções facilmente encontradas no mercado. As lareiras além de funcionais pode tornar-se o destaque da decoração de sua casa.

 

Ark

 

 

Segundo o diretor comercial da SC Lareiras, Orlando Godoy, as lareiras deixaram de ser restritas a locais muito frios, como a Serra, pois atualmente elas fazem parte da decoração. Santa Catarina é o Estado que mais compra lareiras, seguido por Paraná e Rio Grande do Sul. As cidades com mais clientes são Florianópolis, Joinville, Criciúma, Balneário Camboriú e Blumenau. Os municípios mais frios, como São Joaquim, optam mais pelos modelos a lenha.

 

Andrea girotto architetto

 

Estúdio Kza Arquitetura

Hoje temos mais soluções do que a tradicional lareira a lenha, outras opções são a lareiras a gás, elétricas e com etanol.

As lareiras a lenha podem ser feitas de alvenaria ou de metal. Estas lareiras devem ser projetas e executadas por profissionais habilitados para haver a correta canalização da fumaça, assim como acabamentos e dimensões apropriadas.

As “lareiras a gás”, “lareira elétricas” ou “richôs para lareiras a etanol” veem substituindo grande parte das lareiras tradicionais devido a questão da sustentabilidade. Essas novas opções não agridem a natureza pois não utilizasse da lenha, não produz fumaça, não precisa de duto de ventilação é uma opção pratica e de fácil utilização. Facilmente adaptável a todos os tamanhos residencias é cada vez mais procurada para embelezar e esquentar os cômodos.

As lareiras a gás podem funcionar com GLP ou gás natural, a mais encontrada é a linear, que vem com pedras vulcânicas colocadas sobre os queimadores. Essas pedras retêm o calor sobre o equipamento mantendo a temperatura do ambiente por muito mais tempo. Para instalar uma lareira desse modelo, é necessário fazer uma caixa de concreto ou alvenaria para acomodar os queimadores. Segundo Orlando Godoy ” a melhor opção é a aquisição de uma lareira a gás, que oferece maior aquecimento ao ambiente e há opções como controle remoto, além de modelos externos. Ela aquece áreas de até 150 metros quadrados, dependendo do tamanho do equipamento. Por isso é uma das mais vendidas pela sua empresa. “

Lareiras elétricas ou digitais funcionam como um aquecedor e suas chamas são representadas por imagens em 3d. Possuem sistema de segurança, controle de temperatura e até ajuste de iluminação. Ela são utilizadas para aquecer ambientes menores, de até 30 metros quadrados.

As lareiras à etanol, funcionam com um richô de aço inoxidável. Sua combustão não produz fumaça nem cheiro e é interessante que as chamas têm coloração amarela, assim como as das lareiras à lenha. Ela são utilizadas para aquecer ambientes menores, de até 50 metros quadrados.

 

Estúdio KZA Arquitetura 

 

Estúdio KZA Arquitetura

 

Segundo Godoy ” Assim como os fogões, as lareiras precisam de limpezas periódicas e precisam ser ligadas de vez em quando, não apenas no inverno.”

 

Lembre-se também que a compra e o projeto para execução e instalação desses equipamentos devem ser acompanhadas por profissionais técnicos.

 

sc lareiras
sc lareiras

 

sc lareiras

 

sc lareiras
dimplex
artfire
artfire
artfire
artfire
artfire

 

Preços sem instalação

Lareira a etanol: entre R$ 500 e R$ 4 mil

Lareira elétrica: entre R$ 1,3 mil e R$ 9 mil

Lareira a gás: entre R$ 2 mil e R$ 8 mil

Lareira a lenha: entre R$ 990 e R$ 6 mil

 

 

Fontes:

Diário Catarinense

Site It

SC Lareiras e Sol & Brasa

Artfire

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

ÁGUA DA CHUVA EM GARRAFAS

Idealizada por Bosco Quinzanõs, empresa mexicana decidi transformar em negócio e comercializar a água da chuva. Enquanto muitas pessoas reaproveitam a água da chuva para usos em irrigação, lavar calçadas entre outras finalidades a “Casa del Agua”, reciclou-a e a vende em embalagens retornáveis para o consumo humano. 

A fábrica artesanal de água é aberta ao público, o cliente pode degustar no local ou levar a água para casa em embalagens de vidro retornáveis seguindo na mesma linha de sustentabilidade com tampas de cerâmica desenvolvida pelo Nouvel Estúdio.

O estabelecimento ressalta a importância de recuperar a água, uma das maiores riquezas da humanidade, por isso a água da chuva antes de chegar ao consumidor final passa por um extenso tratamento. O prédio de três andares, revestido em madeira reciclada e cerâmica, conta com um terraço e com um jardim, instalado no teto do prédio, onde a água da chuva é coletada. Depois de cair no jardim, a terra detém algumas partículas e o restante da água passa por uma filtração tripla que elimina o odor, sabor e algumas minúsculas partículas.

Assim, em um processo de destilação, a água passa por tubos até que fique totalmente limpa. Nesta etapa a água perde seus sais minerais e para que recupere seus benefícios é colocada em contato com ímãs e pedras que ajudam a retomar o nível de alcalinidade ideal para o consumo humano.

A preocupação da empresa com a água que será consumida e com o planeta é tão grande que a água passa  por pedras de rio as quais, em sua superfície, possuem escritas com mensagens de amor, respeito e gratidão e depois, ao som de música clássica, é direcionada para uma esfera de cristal cercada por luz natural, tudo para que ao tomar a água as pessoas adquiram essa energia.

A intenção do projeto de interiores  feito pelo designer  Hector Esrawe  é  transmitir uma atmosfera limpa e orgânica.

Localizada próximo ao distrito de Romita, no México, a Casa del Agua  produz cerca de 300 garrafas de água por dia, comercializadas aproximadamente por R$ 6,50.

Casa Del Agua

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Isaloni 2013 – Novidades de Milão – Parte 01

Este ano não fomos conferir de perto as novas tendências na feira de Milão, mas ficamos ansiosas da mesma forma para saber as novidades que irão nortear o ano de 2013. Este ano o Salone Internazionale del Mobile, aconteceu do dia 9 à 14 de abril.

 

Para mostrarmos um pouco das novidade tivemos que dividir o Post ISALONI em partes, destacaremos nos próximos a Wish List do Joana de Barro!

É na Feira de Milão que as grandes marcas ( Capellini, Poliform, Bontempo, Minotti, Moroso, Flos, Valcucine, Arper, Bonaldo , Gaber, Pedrali, Vitra e Rimadesio) entre outras destacam as CORES do ANO em sua coleção.

 

Andrya Kohlmann

 

COR EM ALTA ISALONE 2013:

 

- Cores Neutras em tons pasteis e cinzas

- Tons Acobreados

- Várias tonalidades de rosa

 

 

Abaixo alguns objetos e espaços selecionados da feira de Milão

 

Rimadesio

Capellini

 

 Sami Kallio

 

Arper

 

Bonaldo

 

Vitra

 

Cappellini
Poliform

 

Poliform

 

 

Poliform
Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Coquetel Loja Princesa – Por Carol Xavier

O que é ser mulher?

Foi com essa simples pergunta e com repostas das clientes, que a Loja Princesa apresentou sua nova coleção. Saindo do tradicional de coquetéis de lançamento, a Loja Princesa inovou, usando suas clientes para um ensaio fotográfico, produzido por Vanderlei Kupicki. E o resultado? Uma exposição belíssima e vídeo super especial com opiniões sobre o que é ser mulher.

20130407-201228.jpg

Vídeo Mulher Princesa 2013 clique aqui para visualizar

E com todo esse clima aconchegante e descontraído, a Lia Schuetzler, proprietária da loja, recepcionou suas convidadas. Sem falar dos detalhes do coquetel, desde o atendimento especial da equipe, até a lembrança para cada cliente, um lenço exclusivo.

A coleção outono/inverno, além de seguir todas as tendências, a Princesa está trabalhando com algumas marcas exclusivas, de renome nacional e internacional.
Sempre antenada na satisfação das suas clientes, Lia trouxe peças que identificassem com o seu público.

20130407-195810.jpg

20130407-195956.jpg

Resultado de tanta dedição: Sucesso total!

E se quiserem conferir a coleção de perto, visitem a Loja Princesa.

E para você: O que é ser mulher?

20130407-201724.jpg
Lia Schuetzler abrindo o evento

20130407-200107.jpg
Equipe Loja Princesa

20130407-200158.jpg
Eu e Aline Mira blog Juntando os Trapos. Vestido – Anne Rittes/ Bolsa e brincos – Raphaella Booz

20130407-200308.jpg
Rafaela e Aline Mira – Blog Juntando os Trapos, Tere May – Gerente Loja Princesa, Fabíola Bernardes, Lia Schuetzler – Proprietária, Carol Winter – Assessora de Impresa Loja Princesa

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Pritzker 2013

Conhecido como o “Nobel da arquitetura”, o prêmio Pritzker foi criado em 1979 por Jay A. Pritzker e sua esposa, Cindy, com o objetivo de homenagear todos os anos os autores de obras arquitetônicas mais significantes como conjunto, o profissional eleito recebe uma medalha de bronze e US$ 100 mil.

Em 2013 o arquiteto e urbanista japonês Toyo Ito, aos 71 anos foi laureado com o prêmio. O  júri o definiu como um “criador de edifícios atemporais, que funde seu design com uma dimensão espiritual, cuja poética transcende todo seu trabalho”. Para a comissão, as obras do arquiteto apresentam uma variedade de programas funcionais, conceituais e de linguagens arquitetônicas, que podem ser definidas em apenas uma palavra: inovadora. Essa  característica pode ser dada ao arquiteto, devido a novos usos empregados em materiais tradicionais e em outras a inovação é puramente tecnológica como o projeto Torre dos Ventos, em Yokohama.

 

“Criando arquitetura há mais de 40 anos, ele tem realizado com sucesso bibliotecas, casas, parques, teatros, lojas, escritórios, edifícios e pavilhões; cada vez mais em busca de ampliar as possibilidades da arquitetura. Um profissional de talento único, ele é dedicado ao processo de descoberta que tem a ver com as oportunidades que estão em cada projeto”, afirma o presidente do júri, Lord Peter Palumbo. A diversidade de projetos é outra característica de Ito, o arquiteto diz não almejar ter uma marca formal nítida, para ele, cada projeto é único e individual, nascidos de suas necessidades e condições do terreno.

Espaço Funerário Municipal Meiso no Mori (2004-2006), Kakamigahara-shi, Gifu, Japão

 Ao saber da concessão do prêmio, Ito assinalou: “A arquitetura está limitada por diversas restrições sociais. Desenhei projetos pensando em conseguir espaços mais cômodos e muito além das restrições. Quando termino um edifício, me torno dolorosamente ciente de seus defeitos. E dessa consciência brota a energia de fazer melhor no próximo desafio. Provavelmente esse processo continuará se repetindo, assim, eu nunca me fixarei a um modelo arquitetônico e nunca estarei plenamente satisfeito com meus trabalhos”.

Um dos traços que define este grande arquiteto com 40 anos de profissão, é a intensa e infalível noção de responsabilidade social. “Um arquiteto é alguém que pode fazer tais espaços serem mais humanos providos de um pouco mais de beleza e de conforto”, explica.

Museu de Arquitetura Toyo Ito (2006-2011), Imabari-shi, Ehime, Japão

Biblioteca da Universidade de Arte Tama, Hachioji-shi (2004-2007), Tokyo, Japão

Casa Cabana Prateada (1982-1984), Nakano-ku, Tokyo, Japão

Torre dos Ventos,Yokohama-shi (1986), Kanagawa, Japão

Domo em Odate, Akita, Japão (1993 – 1997)

Midiateca de Sendai, Miyagi, Japão

Serpentine Gallery, em Londres (2002)

Toyo Ito comanda o escritório  Toyo Ito & Associates, Architects A cerimônia da premiação 2013 será realizada no dia 29 de maio, no John F. Kennedy Presidential Library and Museum, em Boston (EUA).

Mais informações em www.pritzkerprize.com

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Stop! With FLAGSHIP Store!

Flagship Store também conhecidas como Concept Store são lojas referências que melhor representam a marca de forma inovadora, essas lojas normalmente recebem um investimento muito alto, mostrando assim a grandeza e sua posição no mercado.

Criada nos anos 90 ela surge em Milão e logo ganha adeptos em Paris, Berlim e ganha visualização mundial. Normalmente elas são instaladas em cidades referências na moda, arquitetura, cultura. O significado do nome Flagship é o barco líder, ou seja a loja a qual as demais seguem o estilo. Essas lojas muitas vezes também oferecem serviços diferenciados e customizações, como a Loja da Havaianas que você pode montar a sua sandália do seu jeito, ou a Loja da Levi’s que faz um processo de customização do Jeans para o seu corpo.

 

Algumas referências:

No Brasil: a loja da  Nokia(SP-SP), Melissa(SP-SP), Havaianas(SP-SP)

No mundo:  Niketown, a Levi’s (São Francisco e NY), a loja da Barbie (Buenos Aires, Shanghai), a loja da Apple(NY)

 

Além dessas lojas conhecidas, o tempo todo são lançadas novas megalojas inovadoras, selecionamos algumas novidades no mercado!

 

MELISSA SHOES STORE em SOHO NY – Arquiteta Zaha Hadid

 

Recentemente inaugura a primeira loja Americana da Melissa recebeu uma decoração clean e contemporânea dentro do estilo trabalhado pela Arquiteta Zaha Hadid. Desta forma, as sandálias coloridas referencia da marca colore o espaço.

 

Douglas Friedman

 

Douglas Friedman

 

Douglas Friedman

 

FLAGSHIP MAISON MARTIN MARGIELA em BEIJING

 

Inaugurada recentemente em Beijing o estilista belga Martin Margiela demonstra em sua Maison todas as linhas de confecção e objetos para casa.
Detalhes do projeto como o escorregador sinuoso reflete sua personalidade de bom humor, também na irreverencia e posicionamento da marca. 

 

blogdafal.com.br

blogdafal.com.br

blogdafal.com.br

 

CLOCKHOUSE Loja exclusiva C&A em Viena

 

A loja exclusiva da C&A  recebeu um grande investimento na loja inaugurada como experiencia em  Viena .
Os materiais utilizados para mostrar a inovação da loja foram madeira na área do jeans, em contraste com o branco predominante, sinalização de áreas em neon. A entrada da loja, com manequins dispostos entre as escadas, e as charmosas araras com roda de bike completam o tom de inovação.

 

blogdafal.com.br

blogdafal.com.br

blogdafal.com.br

 

FLAGSHIP STARBUCKS em NY Times Square

 

Um dos mais importantes destinos de NY a Times Square  recebeu em 2011 mais uma mega loja a STARBUCKS com o seu novo conceito em sustentabilidade que esta sendo implantado para transformar a rede em um dos lideres em sustentabilidade.  Na loja conta com a linha mais ampla de café em pó, assim como acessórios e presentes.

 

blogdafal.com.br

blogdafal.com.br

 

PUMA`S PREMIUM STORE em Osaka por Plajer & Franz

 

A nova loja da PUMA segue uma linguagem unica que segue a filosofia da empresa com espirito alegre e espirituoso do esporte, proporcionando aos cliente uma experiencia de compra feliz. O prédio de quatro andares, tem 600m² de loja e o terraço é um espaço aberto para apresentações e eventos esportivos.

 

Photo by Nacasa & Partners Inc

 

Photo by Nacasa & Partners Inc

 

Photo by Nacasa & Partners Inc

 

PROLOGUE BOOKSTORE em ION Orchard – Cingapura

 

Além do design da loja outros cuidados como a referencia visual da localização dos produtos foram tomados, as sinalizações na altura do teto torna de fácil visualização o produto procurado. O preto e o color block são as cores de referencia, a grande escada vermelha que liga os andares também é um elemento de grande destaque. O ambiente fica mais divertido com as estatuas de animais como Godzilla, Dinossauro, um homem gigante e desenhos em mangá deixam no espaço infantil.

 

retaildesignblog.net

 

retaildesignblog.net

 

retaildesignblog.net

 

retaildesignblog.net

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Vestido de Festa – Formatura por Carol Xavier

Falar de vestidos de festa não é fácil. Tanta variedade fiquei até perdida. Olha que este post merecia uma segunda parte!
Mas, vamos lá.
Separei uma série de vestidos de alta costura para nos inspirar. Este post em especial vai para todas as formandas.
Vamos falar bem a verdade, o vestido de formatura é nosso segundo vestido de noiva! Pensamos nele desde que entramos na faculdade e queremos que ele seja inesquecível e lindo.
Para sair da mesmice, separei vestidos para todos os gostos: com muito brilho, transparência com brilho, sem brilho, tecidos esvoaçantes, drapeados, renda, entre outros.
Mas acima de tudo, quando escolher um vestido, você tem que gostar, sentir-se maravilhosa e apostar em um vestido que seja a sua cara, que condiz com a sua personalidade.
É claro que, não tem como não pegar fotos de famosas, principalmente no Red Carpet. Tenho certeza que muitas já buscaram como inspiração e já pesquisaram para ver qual foi mais comentado. #sónósmesmas!
Espero que gostem dos modelos que separei!

20130303-202910.jpg
Inspiração Red Carpet

20130303-203110.jpg Grifes Brasileiras PatBo e Arthur Caliman

20130303-203252.jpg
Carlos Miele – Grife brasileira que marca presença no Red Carpet

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

A cor de 2013 – verde esmeralda

Desde 2000 a Pantone – maior autoridade de cores do mundo – define qual será a cor destaque do ano. A escolhida para 2013 foi o verde esmeralda ou Esmeralda 17-5641

“É a tonalidade mais abundante na natureza. O olho humano vê mais verde do que qualquer outra cor no espectro”, explica Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute.

A cor esmeralda esta ligada a uma estética especial que remete à ideia de luxo e sofisticação, tornando os ambientes mais modernos e estilosos. Na decoração podemos usá-lo em detalhes, como almofadas, quadros, vasos decorativos, molduras de quadros ou espelhos e em paredes inteiras. Ambientes indicados para esse tom em paredes são salas de jantares, estudo, lavabos, hall de entrada, pois nestes a cor não se tornará cansativa e sim um detalhe alegre e diferente. 

acervo de interiores

acervo de interiores

“Ao longo da história, o verde esmeralda é multifacetado e continua a brilhar e a fascinar. Simbolicamente, a cor traz a sensação de renovação, clareza e rejuvenescimento, que são tão importantes no mundo complexo de hoje, o que se traduz em um tom poderoso e universalmente atraente para a moda e para os interiores das residências”, conclui Leatrice Eiseman.

acervo de interiores

acervo de interiores

Escolhido como a cor destaque para 2013, o verde esmeralda vai alegrar tanto o inverno quanto o verão, sendo adotado não só na decoração, mas também em roupas, acessórios e maquiagens.

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

MODA – Camisa por Carol Xavier

Camisa

Branca, preta, colorida, de seda ou qualquer outro tecido, tornou se uma peça indispensável no nosso armário, sem citar da sua versatilidade.
Vamos lá! Podemos montar desde um look casual a um de tirar o fôlego.
Mas esta peça, até dominar o nosso armário, teve uma revolução super interessante. Além de usada apenas por homens, servia somente para cobrir o corpo, como proteção. Há várias controvérsias a respeito da origem da camisa. Muitos dizem que ela se originou em Roma, outros já falam que foi na Idade Média. De qualquer forma, a camisa como a conhecemos só passou a ter este formato a partir do século 19, em 1853. Na época, só existiam camisas brancas e eram usadas somente pela nobreza.
E adivinhem só quem revolucionou a camisa, deixando de ser usada pelas homens e caindo no gosto da mulherada? Coco Chanel. Sempre né!
Mas foi a eterna Bonequinha de Luxo, Audrey Hepburn, que a usou pela primera vez. A partir daí, vocês já sabem: dominação total da camisa.
E tem como diferenciar a feminina e a masculina, claro não estou falando de cores e modelos, mas a abotoadura é diferenciada.

20130218-205805.jpg

Separei alguns Look maravilhosos e inspiradores para não errarmos quando quisermos dar aquela ousada!
20130218-212354.jpg
Alguns looks de Famosas

20130218-205006.jpg
Looks do Blog Atlantic Pacific – Combinações Perfeitas

20130218-213009.jpg
Fashion Week NY outono/inverno 2013

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

TROCA DE ENERGIA entre consumidor x distribuidora

Gerar energia sustentável em casa ficou mais fácil

 

Aprovada em 17 de Abril de 2012 pela A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica. A Nova resolução normativa criou a regulamentação necessária para que os consumidores de energia elétrica possam ser também geradores de energia

 

casa com energia solar e eólica

 

Não é muito comum, mas há casas no Brasil que utilizam energia solar e economizam uma boa grana por mês. Uma nova regulamentação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) vai facilitar ainda mais a produção caseira de energia elétrica que resultará em descontos na conta de energia.

Seja na transformação eólica ou solar, um sistema que fornece energia elétrica limpa deve custar entre alguns milhares a algumas dezenas de milhares de reais. 

Inicia-se assim, a era da Micro e Mini Geração Distribuída no Brasil. Aos consumidores de eletricidade é permitido gerar parte ou todo o potencial elétrico que consomem, utilizando geradores que trabalham junto com a rede de distribuição, em regime de troca de energia.

Foi estipulado o tipo e a potência máxima dos geradores, que podem ser hidráulicos (micro hidrelétricas), eólicos (micro aerogeradores) e solares (fotovoltaicos). A potência máxima é de acordo à classificação do sistema de geração: para Micro Geração os geradores terão potência de até 100 kWp (quilowatts pico); para Mini Geração serão os sistemas com potência superior a 100 kWp, mas inferior a 1 MWp (megawatt pico – 1.000 quilowatts). Acima de 1MWp já se classifica como usina, a exemplo da primeira usina fotovoltaica do Brasil: a MPX Tauá, do grupo EBX que pertence ao empresário Eike Batista.

A tecnologia que mais se aplica à Micro e Mini Geração Distribuída é, claro, a Energia Solar Fotovoltaica. A disponibilidade da radiação solar é muito maior, em todas as regiões, que a disponibilidade de ventos com boa velocidade, ou de rios que possam ser represados. Desta forma teremos um grande crescimento no mercado de Micro e Mini Geração no país, principalmente nas grandes cidades, aproveitando as áreas dos telhados, até então ociosas.

Os sistemas fotovoltaicos só geram eletricidade durante as horas de sol; o maior consumo residencial acontece depois das horas de sol. A regulamentação vem justamente resolver esse problema. Durante o período de geração, os Sistemas Fotovoltaicos Conectados à Rede injetam potencial elétrico na rede de distribuição (fazendo o “relógio de luz” girar ao contrário), criando “créditos energéticos” que podem ser ‘resgatados’ nos períodos de pouca ou nenhuma insolação (inclusive à noite).

O sistema de “troca de energia” entre consumidor e distribuidora de eletricidade não prevê a compra de energia; mas sim o armazenamento dos créditos energéticos, por um período de até 3 anos. Ou seja, o foco da regulamentação não é a criação de micro usinas de venda de energia elétrica (como aconteceu em vários países, principalmente na Europa), mas a possibilidade do consumidor ser também gerador da sua própria energia (como acontece nos Estados Unidos). Ainda assim, devida à altíssima disponibilidade solar, algumas localidades (vários estados inteiros inclusive) no Brasil se beneficiarão financeiramente de Sistemas Fotovoltaicos Conectados à Rede, por conta dos valores da energia elétrica praticado pelas distribuidoras locais (devido, principalmente, às dificuldades de levar a sua rede em tais localidades).

Esta regulamentação é uma grande conquista do Brasil, que caminha para a eficiência energética, modernização da sua matriz energética e, principalmente, preocupação com os grandes impactos ambientais causados pela geração de eletricidade em larga escala.

Acesse a Resolução normativa e os procedimentos:

 

Resolução Normativa

Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional – PRODIST

 

Fonte:ANEEL

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Passagem colorida

O caminho para o novo acesso ao Aeroporto Internacional de Miami ficou um pouco mais alegre, graças a instalação em grande escala feita por Christopher Janney.

© Christopher Janney

O artista, compositor e arquiteto intitulou a obra como  Harmonic Convergence, a qual seria uma abstração de cores e sons pertencentes a Flórida.

A intervenção é constituída por uma sequência de vidros coloridos em forma de diamante, as peças são formadas a partir de um padrão de 61×61 centímetros e cortadas em ângulos de 45 graus, utilizando vidros de alta tecnologia em relação a aspectos ligados a cor, permitindo gerar sombra e controlar a entrada de luz, assim como regular a alta temperatura da região.

© Christopher Janney

Foram instalados auto-falantes em intervalos regulares, sendo possível escutar uma série de sons à medida que as pessoas passeiam pela instalação, criando uma ‘imagem sonora’, com sons naturais típicos da região. As composições de cores e intensidade de som, transformam-se em uma experiência diferente para cada pessoa que a vivencia.

architectsandartisans.com

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

MODA – Listras por Carol Xavier

Quem diria que Coco Chanel, ao pegar uma blusa de marinheiro e ousar na sua época, causaria tanta polêmica e ditaria um forte tendência: o Navy.

Foi ganhar vida, na mão de Jean-Paul Gaulteir somente na década de 80, que não só usou o navy, como ousou com as listras.

Listras em preto e branco, dominaram nas passarelas gringas, nos desfiles primavera/verão 2013; Balmain, Dolce Gabbana, Marc Jacobs, Michael Kors e até Elie Saab, as usaram e muito. Apareceu também, no desfile de Gaultier, já que seu desfile foi um convite para década de 80.

 

Balmain

Dolce Gabbana

Marc Jacobs

Michael Kors

Elie Saab

Jean Paul Gaultier

 

E preparam-se vai continuar no inverno. Herchcovith abusou das listras no SPFW, sem falar da coleção – de tirar o fôlego – que foi aclamado pela crítica.

De fácil combinação, as listras estão bem variadas, melhor dizer “assimétricas”, dando um “Q” a mais no look. #herançachanel.

Então! Agora é só aproveitar a época de SALE das lojas e apostar nesta tendência.

Alexandre Herchcovitch

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário

Uma forma de olhar diferente as Igrejas

O fotografo  Richard Silver teve uma ideia diferente, resolveu fotografar todas as igrejas em New York de outra forma. Em fotos panorâmicas na vertical, ele enfatiza a grandeza das igrejas. 

 

Richard Silver

 

Richard Silver

 

Richard Silver

 

Richard Silver

 

Richard Silver

 

 Richard Silver

 

Richard Silver

 

Richard Silver

 

Ler artigo completo

Você pode gostar de:

Compartilhe:  
Nenhum comentário